ACADÉMICA DE COIMBRA - MUITO MAIORES DO QUE 'GRANDES'!   100% ACADÉMICA 100% ACADÉMICA SEMPRE A TAÇA 2012 É NOSSA!!!! APOIA A TUA EQUIPA LOCAL ACADÉMICA DE COIMBRA SEMPRE! BRIOOOOSAAAAAAAAA VENCEDORES DA TAÇA DE PORTUGAL 2012! 100% ACADÉMICA SEMPRE 100% ACADÉMICA

sexta-feira, 28 de novembro de 2008

UMA VEZ MAIS

Uma vez mais, outro rebanho vai-se juntar neste fim-de-semana para defrontar a Briosa. Por incrível que pareça, alguns que a semana passada andaram a criticar o rebanho da Freguesia de benfica e apoiar a Académica, agora vão virar o casaco e para apoiar a vara da Cidade do porto.
Para mim, entra tudo na mesma fossa. Dizem-se "grandes", mas entre os 3, este leva 4 do Arsenal, outro leva 5 do Olympiacos e o outro leva 5 do Barcelona. Tenham vergonha.
E assim é o futebol "português" criado pela imprensa para os rebanhos e pelos rebanhos para a imprensa. E até já se reflecte na Selecção!.. Façam lá o vosso campeonato a 3 e larguem-nos de vez.

Enquanto dura esta farsa do futebol português, a Académica terá que se deslocar ao antro dos tripeiros na próxima 2ª Feira (Feriado) pelas 18:15, com transmissão televisiva na SportTv. Visto que nos últimos 20 jogos no Porto apenas empatámos um, e é preciso recuar até 1971 para encontrar uma vitória nossa, acredito que está para breve uma humilhação como a do ano passado da Luz, algo que os 3 estarolas tanto têm apreciado.
Enrabadela por enrabadela, vamos lá enrabar o "dragão"!
FORÇA BRIOSA!!

terça-feira, 25 de novembro de 2008

CHEIRO PESTILENTO!

Depois de termos aturado a legião de descerebrados que batem palmas a traficantes de droga acusados pela justiça, vamos continuar neste filme de criminosos. O cheiro nauseabundo a corrupção, tráfico de influências, favorecimento à espreita do tacho prometido e pura estupidez vai-se manter, pelo menos, até à próxima segunda-feira à noite. Temos de aguentar...

domingo, 23 de novembro de 2008

ROUBO, DROGA E POUCO FUTEBOL

Antes de mais, como já se adivinham os lampiões a vir para aqui deixar comentários selvagens, tenho a avisá-los que devem ter vergonha do que são antes de falar. Voltou a ver-se nas bancadas do ECC uma manada de "fiéis" seguidores de nem sabem o quê. Pessoas que apenas vão atrás das outras e por exemplo batem palmas por traficantes de droga só porque a restante sua manada também o faz.

Quanto ao jogo, mais do mesmo. A Académica alinhou com: Peskovic; Pedrinho, Orlando, L.Nunes e Edson; Pavlovic (C.Aguiar, 61m), N.Piloto, M.Pedro e Lito (Eder, 61m); Garcés e Sougou (Madej, 75m).

A equipa da Freguesia de benfica em lisboa veio alinhar com 11 + o árbitro como se previa e só assim conseguiu ganhar (e note-se que um par de jogadores recebe mais que o plantel da Académica). Ainda por cima, nem precisam de comprar o árbitro porque ele já faz parte do rebanho. Inclusive andou aos abraços com os seus colegas dentro de campo, uma vergonha.

Tudo começou 4 min com Luisão a cortar uma bola na área com o braço. Penalty não assinalado. Estava lançado o mote. De resto a Académica jogou mal como tem sido habitual, e o adversário ainda pior. Mais uma vez enviámos uma bola à trave, e na resposta sofremos 1 golo. No ínicio da 2ª parte, o lampião do apito decide inventar um penalty para matar logo ali o jogo. 0-2 e jogo arrumado. Para acabar, ainda um golo anulado à Académica (até pode ser, mas ao contrário não seria anulado). Pelo meio, pormenores como cortes com a mão que para a Académica é amarelo para o benfica não, ou jogadores como o defesa-esquerdo do benfica que passou o jogo a saltar às bolas com um braço em cima das costas do adversário e nem uma vez foi falta, além das autênticas agressões impunes. Enfim.

As palavras de Domingos Paciência:
«Tudo ficou diferente quando o Benfica fez o golo inaugural. O jogo passou a ser diferente. Preparámos o nosso esquema de maneira a limitar a forma de jogar do Benfica. Só que no primeiro erro que cometemos, eles aproveitaram. Os primeiros 45 minutos foram equilibrados e, se calhar, até tivemos as melhores ocasiões para marcar
A segunda parte começou com um penalty e tudo se complicou ainda mais. Estou longe do lance, sei que o Reyes tentou passar por vários jogadores nossos, mas não sei se foi falta ou não. A verdade é que a partir daí o jogo ficou quase terminado. Tentámos, é certo, mas o Benfica geriu bem a bola e a vantagem»

sábado, 22 de novembro de 2008

TRIBUTO

Podem dizer "o Benfica perdeu 0-3" em vez de dizer "a Académica malhou 0-3". Mas o que importa é que aconteceu, e apesar de todos o saberem e terem de viver com isso, deixo aqui para vos relembrar.


Quanto ao Benfica gosto tanto como do Porto ou o Sporting. Mas como agora é o Benfica...

quinta-feira, 20 de novembro de 2008

GARRA, PAIXÃO E CRENÇA!

Todas as grandes instituições com mais de cem anos de história, como é o caso da nossa querida Académica, têm jornadas verdadeiramente épicas e que ficam na memória e no coração dos que as viveram. Autênticas batalhas em que, contra tudo e contra todos, apenas com o coração, a raça e o querer, se conseguem marcos históricos que constituem o fermento que faz crescer ainda mais o amor dos adeptos.

A Académica, como é óbvio, tem várias destas jornadas memoráveis. Lembro-me de uma em Chaves, na última jornada do campeonato. A Briosa precisava de um ponto para conseguir a manutenção. Com sangue, suor e lágrimas, esse ponto foi conseguido e o tão almejado objectivo atingido. Fica para sempre a imagem do presidente da direcção na altura, Dr. Campos Coroa, ajoelhado em frente aos adeptos da Velhinha...

Hoje trago um marco histórico de um outro clube. O Grémio de Porto Alegre é um clube centenário que já viveu momentos de glória mas que, como aconteceu também com a Briosa, caiu na 2ª. divisão brasileira. Este episódio passou-se há 3 anos atrás. O Grémio ia jogar em Recife, frente ao Náutico, a subida à 1ª. Divisão, bastando-lhe um empate para o conseguir. O jogo foi duríssimo e o Grémio foi muito penalizado pela arbitragem e pelo nervosismo dos seus jogadores em resposta à injustiça das decisões do árbitro. Teve dois penaltis contra e ficou a jogar apenas com 7 jogadores antes da marcação da 2ª. grande penalidade. Mas sobreviveu, com coração, raça e querer!


Por vezes parece-me que tem faltado à Académica a necessária paixão! Temos de acreditar sempre! Ter a raça e o coração para conseguir o que parece perdido! Isto aplica-se aos jogadores e aos treinadores, mas também aos adeptos que parecem adormecidos e sem garra! Certamente que na longa história da Instituição houve boas e menos boas direcções, houve bons e menos bons jogadores e treinadores, mas a Instituição e o amor que ela nos merece é que importa!

EU ACREDITO QUE NO DOMINGO A ACADÉMICA VAI ESCREVER MAIS UMA PÁGINA DOURADA NO SEU BRILHANTE HISTORIAL, CONTRA TUDO E CONTRA TODOS! CONTRA UM ÁRBITRO BENFIQUISTA E CONTRA O REBANHO QUE INVADIRÁ A NOSSA CIDADE!

quarta-feira, 19 de novembro de 2008

PREÇOS PARA LAMPIÕES

Avizinha-se mais uma recepção a um dos rebanhos do Futebol Português. Como sempre, iremos ver a enorme manada de primatas a deslocar-se em massa ao estádio, grande parte de Coimbra e arredores imagine-se.
Há que lamentar estes pobres coitados, pois não têm culpa da sua inteligência limitada e de terem sido levados pelo medíocre jornalismo e comunicação social deste país. (Veja-se o reportado no nosso post anterior)

O que não tem desculpa são aqueles que se dizem da Académica e agora viram a casaca. São seres que além de mentecaptos demonstram não ter a mínima personalidade. Por favor, não vão ao estádio, ponham umas orelhas (se for caso disso) e fiquem sentados virados para um dos cantos da vossa casa.


Quanto aos restantes, os bilhetes já estão à venda, e visto que a Académica ao contrário do Benfica não tem publicidade grátis todos os dias em todos os canais de TV, sejam compreensivos e vão ao estádio! Aqui ficam os preços para as respectivas bancadas:

SÓCIOS E CAMALEÕES:
Bancada Poente e Nascente Inferior - 10€
Bancada Poente e Nascente Superior - 12,50€

NÃO-SÓCIOS E OVELHAS:
Bancada Sul Inferior - 20€
Bancada Sul Superior - 30€
Bancada Nascente Inferior - 35€
Bancada Nascente Superior - 40€
Bancada Poente Inferior - 40€
Bancada Poente Superior - 45€

Obrigado!

terça-feira, 18 de novembro de 2008

VOZ DA IMENSA MINORIA

Finalmente foi dada a voz à imensa minoria que não segue este tão característico rebanho dos 3 Estarolas português.

No programa "A VOZ DO CIDADÃO" da RPT, o Provedor deu razão aos telespectadores, todos nós, que se sentem ultrajados ao ver uma estação de televisão com financiamento público a a dar apenas atenção a 3 clubes entre os 16 presentes na Primeira Liga, bem como a autêntica publicidade grátis que isso representa para esses clubes, em detrimento dos restantes.

Fica aqui o meu convite para os visitantes deste blogue, e não só, assistirem ao referido vídeo (A voz do Cidadão - 2008.11.15) na página:
http://ww1.rtp.pt/multimedia/?tvprog=21175&idpod=19199

Esperemos que no futuro o nosso dinheiro seja melhor aplicado, e que jornalistas como o senhor Carlos Daniel, apresentador do programa Trio de Ataque (o nome diz tudo) abram melhor os olhos e quebrem de vez este ciclo vicioso.

A diferença entre o que se passa em Portugal e no Estrangeiro pode ser vista nas imagens dos seguintes links (descubra as diferenças!):
- Portugal - http://2.bp.blogspot.com/_hhxbN6T6QLM/RsuUb5etAGI/AAAAAAAAAGA/noK4Sddm91I/s1600-h/liga_33.bmp
- Outros países - http://3.bp.blogspot.com/_hhxbN6T6QLM/RsuS5JetAFI/AAAAAAAAAF4/0PXKGHcY5YE/s1600-h/liga_33+int.bmp

segunda-feira, 17 de novembro de 2008

BELENENSES 1 - ACADÉMICA 0

Frente a uma equipa que não sabe jogar futebol, com um árbitro que não deixa jogar futebol, a Académica voltou esta noite a sair derrotada, desta feita por 1-0 frente ao Belenenses. Quem assistiu ao jogo na SportTv ainda teve de levar com a ignorância dos comentadores.
Nota para a boa assistência no Restelo, obviamente derivada da presença de muitos adeptos da Académica e da própria Académica.

Na Académica alinharam: Peskovic; Berger, L.Nunes, Orlando, Edson, N.Piloto, Licá (M.Pedro, 54m), Cris, Tiero (Pavlovic, 45m), Éder (Sougou, 65m) e Garcés.

Com a Académica a dominar a partida, o Belenenses jogou sempre ao estilo Jaime Pacheco, com a distribuição de porrada liderada por Cândido Costa, que nem um cartão amarelo viu. O árbitro Pedro Henriques serviu para deixar passar agressões e marcar cada raspão que houvesse, sempre contra a Académica. Pelo meio do domínio da Briosa surgiu o golo do Belenenses aos 15m da partida. No entanto, apesar da incapacidade da equipa contrária, também a Académica não foi capaz de criar oportunidades de real perigo, à excepção de alguns lances de bola parada e de uma bola ao poste. Seria o suficiente para ganhar, mas mais uma vez faltou a sorte. Ainda assim não me esqueço que já lá espetámos 0-5 naquele mesmo estádio. Esta noite, uma vitória teria sido, ainda assim, igualmente justa.

Ficam as palavras de Domingos Paciência (ATENÇÃO que Paciência é o apelido do técnico e não nenhuma palavra que sirva para o alcance máximo da inteligência dos jornalistas, ao ser usada como um repetitivo trocadilho):
«Não se consegue ganhar ou empatar jogos sem marcar golos. Vamos esperar que as coisas melhorem. Tivemos também alguma infelicidade, mas o resultado mais justo seria o empate, na minha opinião. Quando não se concretiza, é natural que haja um sector que esteja abaixo do esperado. Como disse, é preciso continuar a trabalhar, a bola às vezes bate no poste e sai, outras vezes bate e entra. Mas os jogadores bateram-se bem, apesar do resultado.»

Alguns lances:

(repare-se na falta assinalada depois da bola ao poste, um exemplo da forma como Pedro Henriques usou o apito)

MAIS UMAS PARA DESCONTRAIR...







PURA CLASSE!

NESTA ALTURA?!? (Where is my mind?)

O que é que passou pela cabeça de Domingos para por em causa a qualidade de um jogador em particular e de todo o grupo por ele liderado, com as declarações que proferiu? Será que ele mediu as consequências de tal acto? Mas será que a Académica não consegue ter sossego?

Não quero pensar mais nisto. Vou ouvir o MELHOR GRUPO DE ROCK DE TODOS OS TEMPOS, os "deuses dos deuses", como lhe chamou um amigo blogger que tem como grande defeito ser do bitória, e esperar pelo jogo de logo. O título desta música penso que define bem a atitude de Domingos...


quinta-feira, 13 de novembro de 2008

TAÇA ESTAROLAS

A 3ª fase da Taça da Liga já está definida, num sorteio em tudo feito para a presença dos 3 estarolas na próxima eliminatória da competição (Meias-Finais). Se já não bastava o óbvio tratamento diferenciado para 3 clubes e as respectivas ajudas a nível das arbitragens, agora são também dadas as condições para estes serem apurados para as fases finais das competições. E assim continua o ciclo vicioso. Espero que um dia atinjam a situação limite de fazer um campeonato a 3, e nos deixem ter um campeonato nacional verdadeiro de vez.

Em resumo, neste sorteio foram definidos 3 grupos (A, B e C), e para a próxima fase (Meias-Finais) serão apurados os 3 primeiros classificados e o melhor segundo. Ora, na definição dos grupos, tentou-se ao máximo separar os 3 estarolas (note-se que o Benfica ficou em 4º e houve necessidade de o colocar juntamente com o 3º). Veja-se a tabela:O mais incrível surge a seguir. Visto que apenas se realiza uma volta, e os grupos são de 4 equipas, existem 2 equipas em cada grupo que jogam 2 jogos em casa e 1 fora, e as outras duas o inverso. Ora quem deveria jogar mais vezes em casa, as piores classificada para equilibrar as contas e encher o estádio com os jogos com equipas superiores? Sim, mas Não! São as equipas melhores classificadas que jogam 2 jogos em casa, para terem mais hipótese de estar presentes nas Meias-Finais. Rídiculo:
A Académica ficou assim no Grupo A juntamente com FC Porto, V Setúbal e Nacional. Aqui ficam os jogos a realizar:

1ª jornada (7 de Janeiro)
Académica-Nacional

2ª jornada (14 Janeiro)
V. Setúbal-Académica

3ª jornada (18 Janeiro)
F.C. Porto-Académica

Em conclusão, vai ser difícil para a Briosa o apuramento para as Meias-Finais. Se o primeiro lugar será quase impossível, o melhor 2º lugar poderemos prever que na pior das hipóteses poderá ser uma equipa com 2 vitórias e 1 empate, numa má hipótese uma equipa com 2 vitórias e na melhor das hipóteses uma equipa com 1 vitória e 1 empate.

Resta desejar-nos muita sorte para contrariar este sistema nojento.

quarta-feira, 12 de novembro de 2008

Para Belém

Pelo meio de muita palha sobre os 3 estarolas e de entediantes (tri)diálogos sobre qual deles o mais beneficiado, por vezes surgem notícias sobre a Académica. Há que aproveitá-las, portanto aqui ficam umas palavras que se conseguiram obter de Garcês, sobre o próximo jogo a realizar no Estádio do Restelo frente ao Belenenses, 2ª Feira pelas 19:45 com transmissão em directo na SportTv 1.

Em A Bola: «Espero marcar. Desejo que seja um bom desafio de futebol e, claro, quero ganhar ao Belenenses. (...) Tem faltado um pouco de sorte e um meio-campo que crie mais situações de golo.»

Para mais do que 3 linhas, pode-se consultar uma notícia mais completa do site Maisfutebol:
http://www.maisfutebol.iol.pt/noticia.php?id=1012317&div_id=1463

terça-feira, 11 de novembro de 2008

PALHAÇADA!

O sr. presidente do sindicato dos jogadores profissionais de futebol veio hoje a público para dizer que faz força para que os jogadores do Estrela da Amadora façam greve no jogo da próxima jornada, que será frente ao Benfica. Segundo Joaquim Evangelista: "Se a questão não se resolver, os jogadores têm de tomar uma atitude definitiva. Têm de avançar para uma greve com um grande, que é a única forma de isto ter consequências". É a única forma de ter consequências?!? Mas as consequências não são as mesmas se faltarem a um jogo contra um dos estarolas ou contra outro clube qualquer?!? Até o sindicato dos jogadores alinha na palhaçada dos três grandes! E se depois da eventual falta de comparência contra o Benfica a situação se resolver por artes mágicas, como aconteceu no passado com o Vitória de Setúbal, por exemplo, como é? Fica um clube beneficiado e os outros que, já tinham jogado, prejudicados por não usarem as mesmas armas dos dirigentes do Estrela da Amadora, isto é, contratar jogadores sem ter dinheiro para lhes pagar? Este futebol português é uma palhaçada constante, com o Sr. Evangelista a saltar para a ribalta esta semana, como o palhaço-mor!

domingo, 9 de novembro de 2008

ELIMINADOS

A Académica foi hoje mais uma vez eliminada da Taça de Portugal. O sonho do Jamor volta a ir por água abaixo, desta vez em casa contra o Estrela da Amadora, equipa constituída por jogadores que provavelmente em Maio à data da Final até já estarão noutro clube.

Perante nem 1000 espectadores, apesar das únicas oportunidades de perigo terem pertencido à Académica, como quem não marca sofre o golo da derrota surgiu aos 79m na única oportunidade dos visitantes.

Ficam as palavras de Domingos:
«É triste [situação do E. Amadora] mas infelizmente é o estado do futebol. No passado foi o Boavista, qualquer dia pode ser outro clube. Há que procurar soluções mas não está fácil. Saímos de consciência tranquila deste jogo. Tenho de dar os parabéns aos meus jogadores e ao Nélson. E quando se fala assim, é fácil perceber como foi o jogo. Merecíamos ganhar mas quem não marca, arrisca-se a sofrer e o Estrela marcou na única ocasião que teve.»

Resumo:

sexta-feira, 7 de novembro de 2008

DE OUTRA GALÁXIA...

Apesar da crise que parece que veio para ficar, os salários dos jogadores de futebol a actuar em Portugal não param de subir, numa tabela que é, naturalmente, liderada pelos três estarolas do futebol nacional, também conhecidos como "três grandes". Instituições como a Académica, só podem "ver ao longe" estes números...

Aqui fica a lista dos 16 mais bem pagos:


Clique na imagem para ampliar

Notas:

- David Suazo ganha efectivamente 300.000,00€ mensais, o Benfica só suporta metade desse salário;
- José A. Reyes aufere 220.000,00€ mensais, o Benfica só suporta metade desse salário;
- O salário de Pablo Aimar pode subir para 1.600.000,00€ anuais se cumprir determinados objectivos estipulados no contrato;
- Os valores apresentados são brutos, ou seja, antes de impostos.
in futebolfinance.com

quarta-feira, 5 de novembro de 2008

PAVLOVIC AINDA NÃO RENOVOU

Na entrevista que o jogador sérvio da Briosa deu em jeito de antevisão do encontro do próximo domingo com o Estrela da Amadora, para além de outras questões, como os salários em atraso do clube adversário, foi-lhe questionado acerca da renovação do contrato que o liga à Briosa e que termina no final da presente época. A este respeito, e ao contrário do que sucede com Lito e Nuno Piloto, que já confirmaram as negociações, Pavlovic mostra qua nada se avançou ainda, apesar de ver com bons olhos a possibilidade de continuar em Coimbra: "Ainda não tive qualquer conversa concreta com a direcção. O meu empresário está a tratar da situação. Isto não depende só de mim, depende de muitas coisas. Estou aberto a negociações. Sinto-me bem aqui, mas a base para qualquer entendimento é que ambas as partes têm de estar de acordo. Vamos ver."

Fica aqui um repto à direcção da AAC/OAF: Não se pode deixar para o final do ano renovações de contrato de jogadores como o Pavlovic!

MARTINS DOS SANTOS CONDENADO POR CORRUPÇÃO

O árbitro Martins dos Santos e o ex-elemento do Conselho de Arbitragem da Federação Portuguesa de Futebol (F.P.F.), António Henriques, foram condenados a 20 e a 28 meses de pena suspensa, respectivamente. O Tribunal de Gondomar deu como provado a existência de corrupção no jogo entre Marítimo e Nacional, na época 2003/2004.

A juíza do caso, Manuela Sousa, recorrendo às escutas, considerou existirem provas suficientes para condenar Martins dos Santos por corrupção passiva e António Henriques por corrupção activa.

Martins dos Santos terá aceite ser corrompido, para beneficiar o seu filho, Daniel Santos, também ele árbitro. A recompensa seria a promoção do filho da terceira divisão para a segunda. No entanto, a juíza limitou-se a dizer que se tratou de uma «vantagem não concretamente apurada», por achar que as escutas sustentavam a acusação.

«A menção por Martins dos Santos a seu filho [nas escutas] não é fruto de algo criado pela Polícia Judiciária ou pelo Ministério Público. A juíza [de instrução criminal] só retirou [a menção] por confiar que a transcrição das escutas era fidedigna», explicou a juíza, citada pela Lusa. A magistrada considera ainda que «a PJ errou», por ter omitido o nome do filho de Martins dos Santos.

in Maisfutebol.


segunda-feira, 3 de novembro de 2008

MAIS UM PONTO!

AAC 1 - Braga 1



Ontem a Briosa conseguiu mais um ponto nesta liga que está a ser, para a nossa Instituição, a melhor desde há muitas épocas. Para os que dizem que só jogámos com equipas fracas, queria lembrar que já jogámos com o Nacional ( que está no topo da classificação), com o Braga (tem um plantel fabuloso) e com o Marítimo (apesar de estar mal classificado, consegue sempre boas temporadas). Nove pontos em sete jogos, é uma pontuação razoável que pode e deve permitir que os nossos atlatas se exibam sem nervosismo em demasia e possam, assim, demonstrar todas as suas qualidades.

Domingos Paciência demonstrou que estudou bem o adversário e procurou reforçar mais o lado direito da defesa, colocando Berger a lateral e Pedrinho (o habitual titular do lado direito da defesa) mais à frente, o que permitiu, para além de se tentar impedir as entradas de Matheus, Evaldo, Alan a espaços e até Rentería, uma ajuda ao centro da defesa, uma vez que Berger poderia "dar uma mão" nesse sector, tendo em conta que o Braga joga sempre com dois pontas de lança, mais dois extremos, fazendo quase um 4x2x4. Jogaram os seguintes atletas: Peskovic; Berger (Miguel Pedro), Luíz Nunes, Edson e Cléber; Pavlovic, Pedrinho, Tiero e Cris; Sougou (Lito) e Garcés ( Éder).

A Académica começou por dar a iniciativa de jogo ao adversário, o que se compreende, pois o Braga, quanto a mim, tem plantel para lutar pelo título. Apesar do domínio territorial e de posse de bola, os visitantes não conseguiam criar oportunidades claras de golo, com excepção de um atraso irresponsável de Tiero que isolou Rentería, mas que este desperdiçou, atirando ao lado; e de um cabeceamento por cima da baliza por parte de Rodríguez, que só o conseguiu porque fez falta sobre Pavlovic, não marcada pelo sr. do apito. A Académica jogava sempre muito concentrada e os seus jogadores não se desposicionavam, dificultando em muito a tarefa dos pupilos de Jesus.

A segunda parte começa com a mesma toada, mas é a Briosa que consegue inaugurar o marcador. Pavlovic descai para a esquerda e faz um espectacular passe a "rasgar" para o lado direito, onde aparece na área Pedrinho a receber no peito e a rematar de pé esquerdo sem hipóteses para Eduardo. Excelente jogada, muito bem finalizada por Pedrinho. O passe de Pavlovic foi soberbo. Cada vez mais o sérvio demonstra que melhora de dia para dia no capítulo do passe que era, sem dúvida, o menos conseguido das suas exibições. Ontem, fez mais uma de "encher o olho", aliando à habitual vontade, querer e força, passes bem medidos, o que fez dele o melhor em campo. Depois do golo, o Braga fez o que lhe competia e tentou atacar ainda mais. Enviou uma bola ao poste e, pouco depois, consegue o empate através de um cabeceamento na área que culmina uma jogada em que a defesa académica não foi suficientemente lesta a afastar a bola e permitiu que Rentería cruzasse do lado direito (pareceu-me que a bola já estava fora). Até ao final, destaque para a coesão da Briosa que nunca se desuniu conseguindo assim um resultado que considero bastante positivo e que permite continuar numa boa posição na tabela classificativa.

Aqui fica a análise ao jogo por parte de Domingos: «Fazer a análise a um jogo depois de ele ter terminado é muito simples. Tem a ver com as oportunidades criadas e a postura das equipas. O Sp. Braga teve três ocasiões mas não marcou. A Académica tem consciência da forma como preparou o encontro, todos os jogadores perceberam o que lhes foi pedido, e isso passava por bloquear o Sp. Braga, que é uma equipa com outros argumentos e objectivos. Podemos jogar mais e melhor, isso há de acontecer, mas há que dar mérito à maneira como anulámos o adversário, que não surgiu tão solto como noutras alturas. Se não tivéssemos tido uma desconcentração no golo, se calhar, estaríamos a falar de uma vitória. Bonita ou feia? Isso não existe no futebol. Logo, o resultado acaba por ser justo, em função da ineficácia do Sp. Braga e da eficácia da Académica. Não é só criar oportunidades, é preciso concretizá-las. Fui ponta-de-lança, meus amigos, vivi dos golos. Sei o que isso é.»

Nota ainda para os 4.828 espectadores que estiveram ontem presentes no Cidade de Coimbra. Este jogo e a época que a equipa está a realizar mereciam muito mais público. Sinceramente, por vezes pergunto-me se esta cidade merece uma equipa no escalão maior do futebol português. Deixo aqui duas fotos do estádio de um clube italiano que se chama Spezia. O Spezia joga na série D italiana, que corresponde à 3ª. divisão nacional portuguesa...


in www.marketingfc.blogspot.com

Semelhanças, só as cores do equipamento do Spezia serem o preto e branco...